quinta-feira, 20 de novembro de 2014

É inédito: o Governo fez do ataque à CM de Lisboa um desígnio nacional

Não há memória, na história da nossa democracia, de membros de um Governo (este) se envolverem num ataque global a uma autarquia (Lisboa) e de os partidos da coligação PSD/CDS tentarem transformar a AR numa assembleia municipal. 

A atitude do ministro Pires de Lima é apenas um dos deploráveis exemplos.

Quando os governantes e a coligação PSD/CDS se dedicam a atacar uma autarquia que têm perdido sucessivamente, com os  conhecidos problemas com que o país e as pessoas se confrontam, é porque atingiram um desnorte irreversível, um ponto de não retorno!

Sem comentários:

Publicar um comentário