sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Novo Citius custará centenas de vezes mais do que os tribunais encerrados

Em cima do joelho. Foi assim que a ministra desenhou e aprovou em novembro de 2011 o "Plano de Ação para a Justiça na Sociedade da Informação". 
Incapaz de prever ou de querer conhecer, a ministra sabe agora que o custo da sua incompetência funcional vai custar centenas de vezes mais do que aquilo que falaciosamente disse ir poupar ou agilizar na Justiça com o encerramento de tribunais. É como se vê! Grande reforma!

"Um sistema novo, com um software desenhado à medida das novas comarcas e que custará "dezenas e dezenas de milhões de euros". Mas que nunca estará pronto em menos de três anos. 
Esta foi a solução apresentada por Rui Mateus Pereira, presidente do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, responsável pelo sistema informático Citius - que desde o passado dia 1 está parado e a provocar o caos nos tribunais - para tentar "solucionar" o problema. 
Fonte oficial do Ministério da Justiça nega que esteja em curso este "remendo" ao Citius e apenas admite que "existe um plano a médio e longo prazo (...) que não se prende, nem tem qualquer correlação com a situação atual do Citius", remetendo para o "Plano de Ação para a Justiça na Sociedade da Informação", aprovado em "Diário da República" em novembro de 2011." Diário De Notícias- 19-09-2014

Sem comentários:

Publicar um comentário