terça-feira, 20 de agosto de 2013

António Seguro insiste na baixa do IVA na restauração para ter mais emprego e receita fiscal


A proposta para descida do IVA será apresentada a partir de 15 de setembro, no início do ano parlamentar. O IVA a 23% reflete-se sempre no consumidor final. É devolvido à  restauração, mas não os clientes que perderam. 
A época sazonal esbate as dificuldades, mas no fim de agosto, com particular intensidade depois de meados de setembro, o desemprego no setor voltará a disparar e os clientes continuarão a não aparecer. Assim, para aumentar a receita é necessário baixar o IVA para os 13%.

Sem comentários:

Publicar um comentário