domingo, 7 de julho de 2013

António Seguro: o PM apresentou uma solução para o PSD/CDS, mas não para o país

O secretário-geral do PS, António José Seguro, considera que as mudanças no Governo anunciadas hoje pelo primeiro-ministro são uma "solução para o PSD e CDS", mas não para o país nem para os portugueses.
"O que ouvimos hoje do primeiro-ministro pode até ser a solução para o PSD e para o CDS. Não é, de certeza, uma solução para o país nem uma solução para os portugueses", afirmou Seguro aos jornalistas antes da apresentação do candidato do PS em Mêda, Anselmo Sousa. 
Este foi o comentário do líder socialista ao anúncio do acordo político de coligação feito pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, que passa pela escolha de Paulo Portas, que se demitiu de ministro dos Negócios Estrangeiros na terça-feira, para vice-primeiro-ministro. Seguro acrescentou que, com a decisão, "podem ter resolvido os seus problemas, os do PSD e o CDS, mas não resolveram nem resolvem os problemas do país, bem pelo contrário". 
"E o mal está feito. O mal não ocorreu apenas nesta última semana, o mal ocorreu ao longo destes dois anos. E foram dois anos de empobrecimento, foram dois anos de sacrifícios, sem que sem que tivesse havido consequências, obviamente, e têm sido também dois anos de grande sofrimento por parte dos portugueses".

Sem comentários:

Publicar um comentário