quarta-feira, 23 de maio de 2012

TEODORA CARDOSO - AS PREVISÕES ECONÓMICAS DEVERIAM SER TECNICAMENTE INDEPENDENTES

Síntese - O CONSELHO DE FINANÇAS PÚBLICAS, liderado por Teodória Cardoso, defende que as previsões orçamentais deveriam ser feitas numa base tecnicamente Independente e nao pelo ministério das Finanças, porque "Sistematicamente, as previsões têm sido otimistas...Se esperamos que a economia cresça mais do que cresce, então fazem-se previsões para a receita acima da efetiva, o que resulta em aumentos do défice e da dívida pública".
------------
"Conselho das Finanças Públicas - As previsões macroeconómicas em que se baseiam os orçamentos deviam ser feitas numa base "tecnicamente independente" do Governo, disse hoje perante a comissão parlamentar do Orçamento a presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP), Teodora Cardoso.
"Sistematicamente, as previsões têm sido otimistas. Isto leva a um efeito [negativo] no médio prazo sobre a dívida pública; se esperamos que a economia cresça mais do que cresce, então fazem-se previsões para a receita acima da efetiva, o que resulta em aumentos do défice e da dívida pública", afirmou Cardoso, na primeira comparência do CFP perante o parlamento.
O primeiro relatório deste novo órgão, divulgado esta semana, sugeria já que estas previsões não deviam ser feitas pelo Ministério das Finanças. O documento classificava como "otimistas" as projeções do atual Governo para a evolução da economia, e notava que isso é uma tendência antiga.
"

Sem comentários:

Publicar um comentário