terça-feira, 18 de Outubro de 2011

MIGUEL SOUSA TAVARES COMENTA OE 2012

Comentario MSTavares (SIC):
Este OE é o caminho para o desastre; recessao sera maior que 2,8; quanto mais impostos subirem mais diminui receita fiscal; cortes nao sao estruturais e vao pelo caminho mais facil - o bolso dos funcionários públicos;
O governo ainda nao se deu ao trabalho de estudar onde pode cortar na estrutura do estado; esta a ir por caminho perigoso de pedir esforcos temporarios que se transformam em permanentes (dando exemplo do corte 5% nos salarios que eram até final do ano); baixar custos trabalho nao traz competitividade e também nao é o caminho;
Diz que PS esta sob uma grande tensao incentivada pelo governo, que, ao desculpar-se com o passado - o que tinha prometido nao fazer -, esta a indignar a parte socratica (referindo que Seguro esteve sempre ausente dos momentos dificeis e que ha heranca que tem que honrar, por muito dificil que seja); mas dizendo que Seguro tem legitimidade para votar contra o orcamento, que vai muito para além do acordado com a troika;
No contexto da situacao da Grécia, que diz ser um bom exemplo do que é um mau exemplo, pelas receitas que nao resultaram la e nao vao resultar ca, refere a confissao do MFinancas de que a TSU foi uma experimentacao em campanha de uma teoria que apenas se experimenta nas universidades, esperando que tudo isto nao sejam medidas experimentais de académicos ultra-liberais.

Sem comentários:

Enviar um comentário