sexta-feira, 27 de junho de 2014

PR convoca Conselho de Estado - Síntese

António Seguro tinha solicitado ao PR, há bem pouco, a convocação urgente do Conselho de Estado. Cavaco disse que não era pressionável. Muito bem, ninguém o pressionou. Apenas se fez um apelo à sua responsabilidade. Demorou, mas vamos ter Conselho de Estado,
"A convicção em Belém é de que, nomeio de três campanhas eleitorais, o próximo ano não será propício a decisões políticas relevantes pelo Governo no plano das reformas estruturais e da consolidação orçamental - muito menos à obtenção de consensos políticos sobre o cenário exigente que o país enfrenta. 
Por isso, o Presidente da República defende que o trabalho para um entendimento político alargado tem de começar já. O primeiro passo formal foi dado ontem com a convocação do Conselho de Estado, para o próximo dia 3, para debater a situação política e económica. 
Como disse no discurso do dia 10 de junho, Cavaco Silva queria um acordo entre partidos alcançado até ao Orçamento do Estado deste ano (outubro), mas a disputa de liderança que se vive no PS dificulta este entendimento. 
Os conselheiros da ala do PS - Seguro, Manuel Alegre e Mário Soares - vão dizer de novo que um eventual compromisso alargado só pode acontecer se as legislativas de outubro de 2015 foram antecipadas já para este ano".

Sem comentários:

Publicar um comentário