sexta-feira, 9 de agosto de 2013

O Governo esmaga tudo o que é educação - Retrocesso no Ensino Superior - menos vagas, menos alunos

O Governo esmaga tudo o que é educação. Tal como no tempo da "outra senhora" acha que o "saber" é um perigo. Deveria ter aprendido com os factos, ao longo do último século, que a ignorância é bem mais cara do que a educação. 
Hoje temos muito orgulho em saber que jovens portugueses são premiados na investigação, ganham bolsas internacionais, descobrem, inventam, mas para ajudar as suas capacidades e o seu esforço, foi fundamental o apoio e o investimento dos governos socialistas. O dinheiro para a educação não é uma despesa, é um investimento

"A primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior termina hoje, com um total de candidaturas contabilizado a dois dias do encerramento que aponta para menos cerca de cinco mil candidatos a caloiros do que em 2012.
De acordo com os dados disponíveis na página na Internet da Direção Geral do Ensino Superior, a 07 de agosto, quarta-feira, e dois dias antes do encerramento da 1.ª fase do concurso, foram recebidas pelos serviços do Ministério da Educação e Ciência (MEC) 37.823 candidaturas, contra as 42.356 entregues no mesmo período em 2012.
Apesar de o concurso se ter iniciado com menos 837 vagas do que as que foram disponibilizadas, os representantes dos reitores das Universidade e presidentes dos Politécnicos acreditam que, este ano, o número de vagas sobrantes possa vir a ser igualado ou até superado em relação ao ano anterior, altura em que sobraram 8.547 lugares, tendo em conta que o número de candidatos também tem vindo a diminuir. Em 2009 eram cerca de 60 mil candidatos, enquanto no ano passado foram apenas 53 mil."

Sem comentários:

Publicar um comentário