quarta-feira, 8 de setembro de 2010

INE revê em alta crescimento do PIB para 0,3%



O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu hoje em alta a progressão do PIB português no segundo trimestre de 2010, calculando agora uma expansão em cadeia de 0,3% face aos 0,2% projectados em Agosto.
Em termos homólogos, a estimativa de crescimento inicial também foi melhorada em 0,1 pontos percentuais, para 1,5%.
No relatório hoje divulgado que discrimina as várias componentes do PIB, o INE deixa claro que na base do crescimento português esteve sobretudo a progressão de 2,2% na procura interna, com o consumo das famílias a avançar 2,8% em termos homólogos e os gastos das administrações públicas a subirem 6,2%, evolução "em grande medida associado à importação de equipamento militar".
Na parte do consumo privado, o INE destaca o "aumento expressivo" de 15,6% na componente de bens de consumo duradouro, para a qual deram um forte contributo as vendas de automóveis. E aqui não terá sido imune o aumento em um ponto percentual de todos os escalões do IVA, em Julho, medida que poderá e deverá condicionar os gastos das famílias no que resta do ano.

Sem comentários:

Publicar um comentário